Você já pensou alguma vez em fazer uma troca de casas mas ainda tem algum tipo de receio? Não se preocupe, Amandine realizou uma troca pela GuesttoGuest e compartilhou toda a sua experiência conosco. Saiba como foi essa viagem e encontre dicas da Amandine sobre como encontrar uma troca de casa ou apartamento.

Porquê experimentar a troca de casas: “É uma experiência diferente”

Na sua primeira troca de casas, Amandine escolheu viajar para o campo e passar um final de semana na região de Flèche, perto de Angers, na França. “O custo-benefício é o mais importante. Além disso, não há nenhuma taxa de inscrição”, ela explica.

troca-de-casas-1Nathalie, a anfitriã de Amandine, vive na zona rural perto de Angers e tem 2 cavalos.

“Mas a questão financeira não foi o único motivo pelo qual eu decidi me aventurar na troca de casas. Quando me deparei com a casa de Nathalie no site e vi seus cavalos, eu quis imediatamente entrar em contato com ela! Adorei a ideia de passar um fim de semana tranquilo e isolado no campo.”

Você teve alguma dúvida ou receio antes de fazer sua primeira troca de casas?

“No início eu tinha receio de hospedar um completo estranho na minha casa. Mas graças ao sistema de GuestPoints eu pude fazer uma troca sem ter que, primeiro, hospedar alguém. Isso realmente me ajudou a ganhar confiança e ver que os outros membros são assim como eu.”

Na GuesttoGuest há duas maneiras de trocar de casas:

primeira troca de casas 1
Troca de casas recíproca: você vai para a casa de alguém e esse alguém vai à sua casa.

A Guesttoguest também inventou o sistema de GuestPoints e isso mudou completamente a prática de troca de casas. Esses GuestPoints permitem que os membros também organizem trocas não-recíprocas. “Minha troca de casas foi em um intercâmbio não-recíproco, usando GuestPoints. Eu não hospedei ninguém durante minha primeira troca, por isso não foi tão estressante pra mim”, diz Amandine.

primeira troca de casas 2
** Intercâmbio de casas não-recíproco:** Você gasta GuestPoints quando se hospeda na casa de alguém e seu anfitrião pode usar esses GuestPoints quando vai se hospedar na casa de outro membro.

Amandine usou seus GuestPoints para se hospedar na casa de Nathalie. Graças a esses GuestPoints, Nathalie foi capaz de se hospedar na casa de outro membro em Nantes.
“Fiquei na casa de Nathalie trocando GuestPoints. Quando nos inscrevemos no site ganhamos pontos de boas-vindas (até 1250 GP) que podemos usar em nossas primeiras viagens.”

troca-de-casas-4

O “preço” da casa de Nathalie é 110 GuestPoints/noite.

“Quando fiquei na casa da Nathalie, percebi que as outras pessoas da comunidade GuesttoGuest são assim como eu. Agora que entendo melhor o sistema de GuestPoints e que conheci um alguém que faz parte da comunidade, eu não tenho mais medo de hospedar um membro na minha casa”.

Nossa dica para dar o primeiro passo em direção à troca de casas: Ligue para o seu anfitrião!

*“Se você não conversar, realmente, com outro membro, você sempre terá algum receio sobre a troca de casas. No começo nós pensávamos que só existiam pessoas não confiáveis no site e começamos a imaginar tudo que poderia dar errado.” *Aqui estão as dicas de Amandine para dar o primeiro passo:

  • Escolha membros verificados: membros verificados são as pessoas que enviaram uma prova de identidade e uma confirmação de endereço para a equipe GuesttoGuest. Este serviço opcional custa 25 euros.
  • Faça uma chamada telefônica ou por Skype antes da troca: “Quanto melhor a comunicação com o outro usuário, melhor a experiência de troca de casas. Discutir os detalhes sobre a organização da troca (data, horário de chegada, etc.) é uma boa razão para falar com o seu anfitrião”, explica Amandine.
  • Leia os depoimentos: “Eu visitei o blog e li depoimentos e dicas de outros membros para ter uma ideia de como as coisas funcionam”.
  • Escolha os serviços opcionais, como o depósito e o seguro: “Essas são soluções de baixo custo que dão ainda mais tranquilidade ao hóspede e anfitrião”.

Experimente a troca de casas

Encontrar a primeira troca de casas é difícil?

“Se você não for flexível, pode levar algum tempo para que você encontre uma troca. Por exemplo, no início, eu estava à procura de uma casa em Londres, mas descobri por meio do site que cidades como Londres e Nova York são muito requisitadas. Então, para aumentar as chances de encontrar uma troca em cidades como essas, você precisa enviar mensagens para diversos membros. E pra falar a verdade eu sou um pouco preguiçosa para isso!”

troca-de-casas-5No site, procure casas que estão ativamente à procura de hóspedes (GuestWanted).

Como encontrar uma troca de casas de maneira fácil?

“Você tem que se deixar surpreender: Na verdade, eu não estava planejando visitar a região de Angers esse ano. Eu encontrei a casa de Nathalie porque eu selecionei a opção “GuestWanted” nos filtros. Isso significa que ela estava ativamente à procura de hóspedes no site”.

Use os filtros
“No início, eu enviei solicitações a todos os membros que me agradaram e ignorei suas taxas de resposta ou de disponibilidade de calendário, ou seja: péssima ideia! Eu aconselho você a usar os seguintes filtros durante sua pesquisa”

  • Taxa de resposta > 80%
  • GuestWanted
  • Casas com fotos
  • Enviar mais de 10 mensagens
    Quanto mais pedidos você enviar, mais rápido você vai encontrar uma troca de casas.

“Não perca a esperança!”
“Quando várias pessoas respondem” não “ao seu pedido, você tende a perder a esperança”, diz Amandine. “Mas, no final, eu finalmente encontrei uma troca.”

Se você estiver tendo problemas para encontrar uma troca de casas, a equipe GuesttoGuest pode ajudá-lo. Sinta-se à vontade para enviar um e-mail para: contact@guesttoguest.com

Para onde você foi na sua primeira troca de casas?

“Fui para a casa da Nathalie na minha primeira troca de casas. Sua casa está localizada em torno de Le Mans e Angers. Passei uma semana na casa dela e também visitei Angers. Eu e meu namorado realmente adoramos nossa viagem”.

troca-de-casas-6Região de Saumur, na França

Qual a melhor memória da sua primeira troca de casas?

“A nossa memória favorita foi quando alimentamos e cuidamos dos cavalos. De primeira achamos que não íamos dar conta, mas nossa anfitriã nos deixou um “manual de instruções” e tudo funcionou muito bem. Foi um fim de semana belo e tranquilo, em uma casa grande e com muitos animais: diferente e muito relaxante”.

troca-de-casas-7Animais na casa da Nathalie: cães, gatos e cavalos!

Você tem algum conselho para os quem nunca fez uma troca de casas?

“Registre-se e comece a navegar pelas casas no site. Conforme você for lendo as descrições e perfis de outros membros, você vai começar a entender que eles são pessoas de confiança e tão normais quanto eu e você. No final, a melhor motivação para organizar uma troca de casas é ver a sua casa de férias dos sonhos e perceber que você não vai ter que pagar um centavo para se hospedar nela. Vá em frente!”

Junte-se à nós